segunda-feira, 20 de abril de 2015

One Lovely (A.)fternoon


Quem me conhece sabe bem o quanto gosto de falar, comunicar, de contar estórias (com efeitos gestuais especiais e tudo!). 
Quando fotografo, o cenário é outro e o self adapta-se ao seu outro registo onde não importa o que tenho para dizer mas o enredo que se conta, quase sempre, sem palavras entre os grandes e os seus pequenos maiores amores de quem tenho o privilégio de contar a estória, mesmo deixando a palavra descansada e quieta dentro dos livros arrumados nas estantes. 

Não digo nada porque tudo é dito nos olhos deles/as, nos sorrisos, nas mãos, nos pés, nos abraços e nas gargalhadas. Também não peço para sorrirem. Para quê se há sorrisos naturais à espreita a cada movimento? Há sempre um festival de sorrisos quando há amor como este que documentei nesta tarde de verdadeira primavera. 

Esta bebé tem sido amada a cada vírgula destes 6 meses feitos de pequenos detalhes como os desta estória em pedaços de mãe e filha. Recortes de vida e sentimento, como as estórias merecem ser contadas. Boa "leitura"  :)   ♥      






















Sem comentários:

Publicar um comentário